4 ESTAÇÕES

Um espetáculo composto por quatro histórias

 

 

Com GABRIELA VEIGA e VINÍCIUS PIEDADE

 

Texto, direção e iluminação de Vinícius Piedade

 

4 ESTAÇÕES

ou Encontros e Desencontros

 

Primavera - Go!

Verão - O Motoboy, A Secretária e O Amor

Outono- Notícias De Uma Tarde Nua

Inverno - Encontros e DespedidaS

 

SINOPSE

 

A peça é constituída por quatro histórias diferentes, mas com alguns pontos de contato. Um obsessivo ex-marido persegue a ex-mulher que vive sua primavera pessoal, depois da separação. Um motoboy apaixonado pela secretária de seu escritório tenta chamar sua atenção colocando a própria vida em risco num dia de chuva de verão. Uma atriz em crise aceita posar nua para um fotógrafo num parque com sua paisagem marrom outonal, apostando com isso alavancar sua carreira. No terraço de um arranha-céu de São Paulo, um homem e uma mulher se encontram para se despedir numa noite fria de inverno.

 

 

 

 

 

 

 

APRESENTAÇÃO

 

O espetáculo 4 ESTAÇÕES ou ENCONTROS E DESENCONTROS é dividido em quatro partes, cada parte como uma estação do ano, uma história, uma peça diferente, mas com alguns pontos essenciais de contato.

 

Na primeira peça chamada GO!, um obsessivo ex-marido persegue alucinado sua ex-mulher, que depois de relação tumultuada, consegue sair de casa e recomeça sua vida, refazendo planos, ações e vivenciando nova fase. Enquanto ele mergulha cada vez mais na sua fúria e ressentimento, conseguindo ver apenas uma perspectiva do que passaram, ela atravessa uma primavera da vida onde novas perspectivas se apresentam.

 

 

VERÃO – O MOTOBOY, A SECRETÁRIA E O AMOR, mostra o deslumbramento de um motoboy pela bela secretária que delega suas atividades. Ela, focada em seu trabalho e em sua vida enigmática, parece quase não notar a sua existência, forçando-o a procurar formas diversas pra chamar sua atenção. Até que num dia de chuva de Verão ele encontra um jeito de se tornar inesquecível na vida dela.

 

A terceira peça é OUTONO – NOTÍCIAS DE UMA TARDE NUA, em que uma atriz, em momento de crise profissional, é convencida por um fotógrafo experimental a fazer fotos ousadas em busca de ascensão na carreira. Em momento de intimidade crua num parque marrom pelo entardecer de Outono, ela acaba encontrando o momento propício para revelar, além do seu corpo, suas questões mais urgentes.

 

O espetáculo termina com INVERNO - ENCONTROS E DESPEDIDAS, um homem e uma mulher se encontram no alto de um arranha-céu de São Paulo para uma despedida numa noite fria de Inverno. Suas vidas distantes - ela mora em Nova York e ele em São Paulo - faz com que eles vivam e alimentem uma relação platônica marcada por encontros intensos, porém, rápidos. A lembrança de ambos sobre o dia em que se conheceram, coloca-os em perspectiva. A história é contada concomitantemente pelos dois protagonistas e expressa como a memória de cada um vai delineando versões diferentes para os fatos.

 

 

CONCEPÇÃO (E ENCENAÇÃO)

 

Depois de dez anos dedicado à escrita e execução de espetáculos solo de teatro, tendo criado quatro espetáculos que ainda estão em repertório, CARTA DE UM PIRATA, CÁRCERE, INDIZÍVEL e IDENTIDADE (...), Vinícius Piedade coloca nova peça em cena, agora compartilhando o palco num duo com a atriz Gabriela Veiga.

No espetáculo 4 ESTAÇÕES ou ENCONTROS E DESENCONTROS quatro histórias são expressadas por uma atriz e um ator. Cada peça conta com uma proposta estética própria.

Na primeira peça, PRIMAVERA, o fim de um relacionamento é expresso retroativamente e os personagens contam suas versões da história diretamente para o público de maneira intercalada.

Em VERÃO, a relação com o púbico também é direta. O motoboy contextualiza o espectador nos seus anseios amorosos pela secretária. Ela, por sua vez, não se reporta ao público e quase não fala.

Em OUTONO, é o fotógrafo que quase não fala. Quem conduz a cena falando somente com o fotógrafo é a atriz em crise profissional.

Já na peça INVERNO, os atores transformam o palco num terraço de um arranha-céu, sempre conversando entre si enquanto olham a cidade à sua volta, sem se relacionar diretamente com o espectador.

O espetáculo não contém cenário e sim elementos cênicos funcionais a cada cena. Com isso, a iluminação é um elemento importante na definição de cada estação do ano e cada peça, de modo que a proposta do espetáculo é apoiada nos atores e em suas formas de dar vida a cada um dos oito personagens (quatro cada um). Todas as peças tem uma trilha sonora própria que marca o fim de cada história.

As histórias percorrem diferentes nuances teatrais, que vão do humor escrachado ao drama existencial.

 

Ficha Técnica

 

Texto, Direção, Trilha Sonora e Iluminação:

Vinícius Piedade

 

Atuação:

Gabriela Veiga e Vinícius Piedade

 

Assistência de direção:

Simone Carleto

 

Design Gráfico

Márcio Baptista

 

Operador de Luz e Som:

André Rodrigues