Posts Em Destaque

Claro

November 20, 2019

Claro que eu sei que turbulências não derrubam avião. Claro que eu não era o único daquele vôo a pensar em Deus, mesmo sem nele acreditar. Claro que eu calculei tudo o que eu já havia feito de bom ou de terrível até aquele instante. Claro que aquela grávida da poltrona da frente vomitou a comida recém comida no avião. Claro que a voz da comissária de bordo era tecnicamente serena demais nos pedindo calma. Claro que eu me perguntei como usar a máscara de oxigênio, mesmo tendo ouvida as orientações milhares de vezes. Claro que me lembrei de você naquele que seria meu último momento. Claro que me perguntei qual foto minha colocariam no jornal de amanhã. Claro que quando eu gritei, eu sabia que se o avião não caísse de fato eu sentiria vergonha por minha covardia. Claro que aquele casal começou a rezar o pai nosso em francês. Claro que o piloto anunciou que estávamos passando por uma turbulência. Claro que eu deveria ter vindo de barco. Claro que aquela criança teve um ataque de riso. Claro que a senhora ao meu lado quase arrancou um pedaço do meu braço. Claro que aquele cara ligou o celular e tentou ligar pra sua esposa pra dizer que a amava. Claro que aquela moça que havia entrado no banheiro vivia a experiência mais traumática da sua vida. Claro que lamentei não ter tido um buldogue, não ter conhecido Bagdá nem Tóquio, não ter escrito um romance, não ter feito seguro de vida e não ter saltado de pára-quedas (embora agora, de certa forma, eu fazia isso). Claro que aquele moleque começou a filmar tudo na esperança de viralizar o desespero pré-morte. Claro que aquele cara dormindo tinha tomado três comprimidos de dramin. Claro que se o avião pousasse eu diria que salvei vidas. Claro que aquela moça esqueceu sua beleza ao se descabelar daquela forma. Claro que eu imaginava que fosse morrer aos 93 anos. Claro que aquele canto gregoriano que eu escutava era coisa da minha imaginação. Claro que aquela mulher se arrependeu de ter sido até então tão recatada. Claro que aquele senhor gritou calma com a voz mais desesperada que já ouvi na vida. Claro que pensei em tirar o cinto e começar a dançar. Claro que eu devia ter me atrasado a ponto de perder o vôo. Claro que aquele cara acreditava em Nossa Senhora. Claro que o avião foi se estabilizando. Claro que o piloto fez uma piada sem graça. Claro que todos riram de nervoso. Claro que todo mundo ficou procurando a própria dignidade. Claro que o cara do dramin acordou perguntando o que havia acontecido. Claro que a senhora ao meu lado me pediu desculpas. Claro que aquele cara disse que foi Alá quem nos salvou. Claro que eu não via a hora de te encontrar. Claro que as pessoas aplaudiram quando o avião pousou. Claro que estávamos todos pálidos diante da esteira de bagagem. Claro que deitado na minha cama à noite, eu ainda escutava aquele canto gregoriano e ainda sentia o mundo girando, girando, girando, girando, girando...

 

Please reload

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

December 8, 2019

November 21, 2019

November 20, 2019

November 6, 2019

September 17, 2019

September 12, 2019

September 9, 2019

August 19, 2019

August 12, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload